9 de junho de 2011

Enquanto Eu Não Abrir Os Meus Olhos


A luz meio fraca da lua
Entra pela janela do meu quarto
Enquanto escrevo em linhas invisíveis
Sobre o amor impossível que sinto por ela


Todo Mundo Dorme
E quem fica à sonhar acordado sou eu
Tento por um instante pegar em suas mãos
Penso em dizer que o quero de você é sua esperança


A esperança de ter você além de tudo além da aternidade Mas o escuro desta noite Impede que eu te encontre Sendo assim não posso tocar em suas mãos Nem olhar em seus olhos

Sei que não há possibilidades de eu te esquecer
Pelo menos não agora!
Eu também não faço questão de te deixar perdida em minhas memórias
Mas enquanto a noite não passar e a luz do da lua não me deixar
Terei você bem aqui no meu sonho lúcido em que só deixarei de viver
Quando abrir os meus olhos!!!

Autor: dayvs 22:39 08 Junho de 2011