7 de janeiro de 2013

Refilmagem de Evil Dead não terá efeitos de computação gráfica

Fonte: Boca do Inferno



Em uma entrevista para o site io9, Fede Alvarez, diretor do aguardado remake de EVIL DEAD, foi questionado sobre a quantidade de CGI utilizado no longa. Felizmente, a resposta foi a que todos esperávamos: “Nós não usamos CGI no filme. Não há CGI nenhum. Tudo o que vocês verão é real, o que deu muito trabalho. As filmagens foram muito longas, setenta dias filmando à noite. Há um motivo para as pessoas usarem CGI: é mais rápido e mais barato. Eu odeio isso. Nós procuramos por vários truques de mágica e ilusões. Tipo, como fazer um braço desaparecer”.
O diretor continua, revelando o que alguns podem considerar um spoiler: “Há uma cena em que uma garota corta o próprio braço com uma faca de cozinha. E nós sabíamos desde o primeiro dia que a câmera ia começar aberta, a menina pega a faca, você vê o braço, e ela começa a cortar. E você acha que a cena será cortada a qualquer momento, mas nós não cortamos. Ela continua cortando, e grita, e o braço dela se quebra e cai. Então nós realmente ultrapassamos os limites, tentando criar essas ilusões… O final é particularmente sangrento. A última cena é… eu queria que fosse a cena mais sangrenta já feita. E acho que é”.
Com estreia no Brasil marcada para 19 de abril, EVIL DEAD tem roteiro de Fede Alvarez e Rodo Sayaguez, com participação de Diablo Cody. A produção fica por conta de Sam Raimi, Robert Tapert (30 Dias de Noite) e Bruce Campbell, e o elenco é composto por Jane Levy (Suburgatory), Shiloh Fernandez (Deadgirl), Lou Taylor Pucci (Carriers), Jessica Lucas (Cloverfield) e Elizabeth Blackmore (Legend of the Seeker).
Cinco amigos (David, Natalie, Eric, Olivia e Mia) vão a uma cabana localizada num local isolado, onde descobrirão o Livro dos Mortos e uma força demoníaca que irá possuir cada um deles até que reste apenas um lutando pela sobrevivência. David é o mecânico que namora Natalie. Mia é a amiga que vai ao local para se desintoxicar, com a ajuda de sua melhor amiga, a enfermeira Olivia. Eric será o rapaz que irá liberar os demônios.


Após uma recente overdose, Mia luta para tentar ficar sóbria. Ela começa a agir de modo insano, acreditando estar vendo coiotes e sendo atacada por árvores. Seus atos irão confundir seus amigos sobre a possibilidade dela estar possuída.